Possibilidade de aumento do IPTU é criticada

By 17 de outubro de 2017 Destaques com foto, Política

Júlia Sbampato

Vereadores de Divinópolis afirmaram em suas falas durante a Reunião Ordinária na Câmara nesta terça-feira (17) que votarão “não” pelo aumento do IPTU. Uma das razões apresentadas é o gasto atual com o grande número de comissionados na prefeitura;

O vereador Dr. Delano (PMDB) inseriu o assunto durante seu pronunciamento, contando que pediu aos seus assessores que pesquisassem dados reais do que está acontecendo na prefeitura.

Segundo os dados coletados, durante o mês de abril, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) gastou em Divinópolis o valor de R$38 mil com funcionários comissionados e R$48 mil com efetivos. Já a Secretaria Municipal de Operações Urbanas (Semop) no mesmo período gastou R$81 mil e R$12 mil, respectivamente.

Para Delano, a Prefeitura só abriu o concurso para evitar a falência do Diviprev. De acordo com a tabela apresentada pelo edil, são gastos R$541 mil com servidores que não contribuem com a Diviprev, enquanto são gastos R$470 mil com efetivos. 

Delano conclui que estão querendo aumentar o IPTU com a desculpa de pagar o prédio da Prefeitura, mas para ele, enquanto não for enxugada a grande quantidade de cargos comissionados, o voto dele pelo aumento vai ser não. Ele afirma que tanto a Prefeitura quanto na Câmara Municipal funcionariam muito bem com a metade dos funcionários que atuam hoje.

O vereador Sargento Elton (PEN) também se posicionou sobre o assunto e diz compartilhar a mesma opinião de Dr. Delano, e diz que não está certo aumentarem o preço do IPTU considerando a quantidade de dinheiro que é gasta com cargos.

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Pós-graduada em Marketing e Comunicação Integrada.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.