LIRAa aponta médio risco de epidemia de dengue em Carmo da Mata

Levantamento foi feito entre os dias 14 e 18 de janeiro; Coordenador pede conscientização da população

O Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), em Carmo da Mata, durante este mês de janeiro, registrou o número de infestação predial de 2,1%.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, que realizou a pesquisa, através da Coordenação de Endemias, o levantamento foi feito entre os dias 14 e 18 de janeiro.

O resultado apontou situação de médio risco de epidemia de dengue no município e os focos foram encontrados em vasos sanitários em desuso, reservatórios de água em construções, tanques de contenção, bebedouros de animais, ralinhos, vasos de flores, lonas, piscinas de plástico, utensílios de vidro quebrados e latas de lixo.

“Precisamos da colaboração de todos. Hábitos simples como verificar o quintal a cada chuva eliminando tudo o que estiver com água parada, a limpeza dos bebedouros dos animais pelo menos duas vezes por semana com água e sabão, o cuidado com piscinas, calhas entupidas ou desniveladas, manter as caixas d’agua sempre tampadas, ralos vedados quando possível. Tudo isso irá reduzir de maneira significativa o risco de uma epidemia”, disse Antônio Leanderson, coordenador de endemias de Carmo da Mata.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.