Guarani perde chances e cede o empate para o Tombense em Divinópolis

By 16 de março de 2019 Esportes, Outras Notícias

Com o resultado, o Bugre, basicamente, tem de vencer o América, nesta quarta-feira (20), para garantir a permanência na elite do Campeonato Mineiro

O Guarani empatou com o Tombense, em Divinópolis, durante a tarde deste sábado (16), em Divinópolis. O time divinopolitano se destacou na primeira etapa, com o gol de Paulão e três defesas importantes de Leandro, mas a equipe adversária igualou o placar nos minutos finais do segundo tempo.

Pré jogo

Após o treino desta sexta-feira (15), duas baixas foram registradas no Guarani. Leomir e Charles, lesionados, ficaram de fora da partida. O técnico Gian Rodrigues, escalou Paulo Morais e o divinopolitano Diego Silva, cria da base do Bugre, estreando na competição. Vitão, suspenso, deu lugar a Magalhães, que retornou a equipe.

Do lado da Tombense, um desfalque por suspensão, sendo o zagueiro Reynaldo. Dentre os titulares, esteve o meia Juan, que já atuou em grandes clubes do cenário nacional e internacional.

Antes do início do jogo, foi respeitado um minuto de silêncio, em homenagem a Maureco, ex-atleta do Guarani, que faleceu nesta semana.

1º Tempo

Com a necessidade de vencer, a partida não poderia ter começado diferente. O Bugre assustou com Diego Silva, que cabeceou após cruzamento de Ewerton Maradona. A bola ficou nas mãos de Felipe. Os primeiros minutos foram de superioridade do Guarani, que deu dificuldade a marcação do time de Tombos.

O Tombense buscava a resposta e arriscou com Ortega, de fora da área, aos 11 minutos. Leandro, esperto, espalmou para escanteio. A defesa do Guarani também foi eficiente, afastando duas jogadas difíceis, ambas com Elder.

Gol do capitão

Paulão abriu o placar em Divinópolis – Foto: Stéfany Bôscoli/Guarani

Depois de insistir no ataque, o Guarani abriu o placar em Divinópolis. Após cobrança de escanteio de Ewerton Maradona, Paulão cabeceou e quando Felipe espalmou, a bola já estava dentro da meta, aos 23 minutos, levantando a galera no Farião.

São Leandro!

Leandro pegou três chutes seguidos e operou milagres – Foto: Stéfany Bôscoli/Guarani

Aos 35 minutos, o Bugre desacelerou e o Tombense voltou a pressionar e mostrar a qualidade que possui, mas quando a zaga não salvava, era a vez de Leandro entrar em cena. O goleiro do Guarani realizou três defesas seguidas, duas a queima roupa, em chutes certeiros. 

Era a supremacia bugrina até ali e a equipe divinopolitana teve mais uma chance com Alemão, que arriscou de fora, mas Felipe agarrou firme. O Guarani deixou o gramado aplaudido no fim da primeira etapa, principalmente Leandro, pelas defesas que a torcida comemorou como se um gol tivesse acontecido.

2º Tempo

Sem alterações durante o intervalo, a segunda etapa começou com o Guarani tentando criar espaço no ataque e o Tombense bem postado em campo. Nos primeiros minutos, Gian Rodrigues mudou pela primeira vez, acionando Ktatau no lugar de Diego Silva. Em poucos minutos em campo, o jovem atacante deu trabalho a equipe adversária.

Minutos depois, o Tombense também mudou, acionando João Victor e Judivan no lugar de Arthur e Edson. Com as alterações, o time de Tombos voltou a pressionar e dar trabalho para a defesa do Guarani, que modificou novamente, substituindo Ewerton Maradona para a entrada de Clebson, estreando na competição.

A defesa do Guarani continuava a ter dificuldades e na posse de bola, também tinha contratempos na intenção de ligar os contra ataques. Nessa situação, a torcida se via na obrigação de ajudar e incentivar a equipe, cantando nos momentos mais importantes e assim, o Bugre teve mais uma oportunidade com Pedrinho, mas o atacante chutou para fora. Gian realizou a última modificação, colocando Renato Xavier no lugar de Paulo Morais.

Naquele momento, aos 30 minutos, em Nova Lima, o Vila Nova abria o placar contra a URT, com gol de Elias. Os resultados dos dois jogos mantinham, parcialmente, Vila e Guarani na elite do futebol mineiro, mas não havia nada definido. A situação era dramática no Farião, a cada tic tac do relógio.

Ducha de água fria

Após o Guarani perder duas chances claras, aos 37 minutos, o Farião ficou em silêncio. Em cobrança de falta, pelo lado esquerdo, de Everton, Rodrigo aproveitou o rebote de Leandro e empatou o jogo.

Chances desperdiçadas

O Bugre sentiu o gol sofrido e as dificuldades continuavam no setor de defesa. A maneira era aproveitar as poucas oportunidades e não foi isso que aconteceu. Clebson, em cobrança de falta, alçou a bola para a área. Na sobra de bola, Paulão tinha a chance mas mandou por cima do gol. Em outro lance, Pedrinho roubou a bola da defesa, mas bateu para fora, antes do apito final.

Resultados

Com a derrota para o Cruzeiro, por 3 a 0, em Juiz de Fora, o Tupi foi o primeiro rebaixado para o Módulo II de 2020. Após o resultado em Divinópolis, o Guarani está na décima colocação, com nove pontos somados. Já o Tombense está em nono, com dez pontos.

A URT, vice lanterna, com sete pontos, enfrentará o Tupi, em casa, na próxima e última rodada. Já o Guarani vai até o Independência e encarará o América. Ambas as partidas serão realizadas, nesta quarta-feira (23), às 21h30.

Basicamente, o Bugre deverá vencer o América para evitar o rebaixamento. Caso ocorra o empate ou uma derrota, a equipe divinopolitana terá de torcer para que a URT não vença o Tupi, para que assim possa permanecer no Módulo I.

Guarani 1×1 Tombense – Campeonato Mineiro, 10ª rodada

Guarani – Técnico: Gian Rodrigues

Leandro; Rodrigo Dias, Paulão, Elder e Magalhães; Alemão, Yuri, Ewerton Maradona (Clebson), Paulo Morais (Renato Xavier) e Diego Silva (Ktatau); Pedrinho

Tombense – Técnico: Ricardo Drubscky

Felipe; Bruno, Arthur (João Victor), Lincoln e Bruninho; Rodrigo, Vander e Juan; Ortega, Edson e Everton (Judivan)

Gol: Guarani: Paulão (23 minutos do 1ºT)

Tombense: Rodrigo (37 minutos do 2ºT)

Comissão de arbitragem

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Rodney Faria Lima

Quarto árbitro: José Alfredo Filho

Observador: Venício Gomes Aires

 

Marcelo Lopes

Marcelo Lopes

É repórter do Portal Centro-Oeste. Graduado em jornalismo e apaixonado por esportes e histórias.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.