Divinopolitano é convocado para a Federação Mineira de Taekwondo

 

O atleta será técnico e participará de competições, como o Campeonato Brasileiro

Marcelo Lopes

O divinopolitano Luiz Felipe Pedrosa foi convocado para se tornar um dos treinadores da Federação de Taekwondo do Estado de Minas Gerais (FTEMG). O atleta, de 32 anos, trabalhará no cargo até o fim do ano e irá participar de competições, como o Campeonato Brasileiro. O torneio será realizado nos dias 04 e 05 de agosto, em Cascavel, no Paraná e além de treinar um dos atletas da Seleção Mineira, Luiz também irá competir.

Luiz ganhou seis títulos mineiros consecutivos e esteve entre os cinco melhores atletas da modalidade no país, entre 2015, 2016 e 2017. Neste ano, ele será treinador de Davi Henrique, de 13 anos, que é aluno do atleta em uma academia em Divinópolis. Davi é três vezes campeão mineiro e levou o terceiro lugar no Campeonato Brasileiro, em 2017.

Competição

Na competição, não serão realizados combates entre atletas, mas sim uma modalidade que está nas raízes do esporte, o Poomsae, que se baseia na apresentação individual de um competidor, que realiza, para os árbitros, movimentos específicos do Taekwondo. O vencedor será o que obter a melhor nota.

“São formas de movimentos padronizados, no mundo inteiro, com regras e já é a terceira vez que iremos participar do brasileiro. Me ligaram diretamente da Federação e eu fui convocado para ser técnico e competidor também, irei competir na minha categoria e meu atleta irá disputar na categoria até 14 anos”, disse Luiz ao PORTAL.

Poomsae

Para os leigos, o Poomsae ainda é uma novidade, mas as técnicas são essenciais para a formação de um lutador. A modalidade ainda não tem uma alta procura, mas está em ascensão.

“Todos os praticantes de taekwondo precisam de saber dessa modalidade para se tornar um faixa preta. Desde quando o esporte existe, há este tipo de modalidade, porém não havia uma competição dessa forma. Os torneios foram implantados na década de 90 e antes disso, no oriente, já tinha campeonatos por lá. Já aconteceram dez mundiais desta modalidade e ela está em teste de se tornar olímpica”, contou Luiz.

Expectativas e preparação

Para o Brasileiro, Luiz acredita que existem reais chances de obter medalhas, apesar do número reduzido de atletas na delegação.

“Dois ou três competidores medalhando será muito para uma equipe de poucas pessoas. É um campeonato de altíssimo nível, com muitos atletas e vale a vaga na seleção para disputar o campeonato mundial, no ano que vem. Também acontecerão torneios sul-americanos, pan americanos, exclusivos do Poomsae”, explicou.

O atleta contou que já estão sendo realizados treinamentos preparatórios para a disputa do torneio nacional. A partir desta semana, serão feitas novas etapas.

“Neste sábado (21), vamos para Belo Horizonte, para estarmos treinando juntos dos atletas da Seleção Mineira”, relatou.

Nos próximos dias, confiança e foco estarão presentes na rotina de Luiz e Davi, para obter os melhores resultados e colocações durante o Campeonato Brasileiro.

“Iremos com tudo apra trazer a medalha de ouro em ambas categorias. Estamos focados, treinando e nos preparando muito todos os dias para termos um retorno com alegria nos resultados e objetivos traçados”, finalizou.

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Pós-graduada em Marketing e Comunicação Integrada.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.