Cerveja divinopolitana é premiada no terceiro maior festival da América Latina » Portal Centro-Oeste

Última Hora

No results found.

Cerveja divinopolitana é premiada no terceiro maior festival da América Latina

 

 

Strong Bitter foi contemplada com a medalha de prata no Festival de Cervejas de Blumenau, considerado o terceiro maior festival a nível mundial e o primeiro da América Latina

Marcelo Lopes

Sexta-feira é o dia ideal para após o expediente de trabalho tomar uma cerveja para descansar os ânimos após uma intensa rotina. Tendo um notável crescimento em diversas regiões do país, as bebidas fabricadas de modo artesanal estão conquistando o paladar de muitos apreciadores. Divinópolis também tem o seu destaque. Nesta semana, a Strong Bitter, produzida na cidade, foi premiada no Festival de Cervejas de Blumenau, em Santa Catarina, considerado o terceiro maior festival a nível mundial e o primeiro da América Latina. É a primeira vez que uma cerveja fabricada no município recebe um prêmio de reconhecimento nacional.

Como tudo começou

O início desta história surgiu após o cervejeiro e professor, Vinícius Valim, terminar o pós doutorado em biotecnologia de microorganismos, há dois anos. 

“Comecei a mexer com levedura (fermentação), a consumir cervejas artesanais e pensei “porque não fazer a minha própria cerveja?”. A partir daí comecei a estudar, através de livros, conteúdos on-line e aprender a fazer o processo cervejeiro manualmente em casa”, diz Vinícius.

Rebeca Morato, formada em comunicação e marketing e amante das cervejas artesanais, produz os rótulos, as mídias e o marketing da cerveja. Movida pela criatividade e novas ideias, conta que Vinícius procurava um impulsionamento de marca e ela abraçou a causa, incentivando o crescimento e a valorização do ramo.

 “No mercado ainda existe muito espaço. É uma área que ainda não tem um percentual de consumo alto no Brasil, mas acredito que é um movimento que está começando. Acredito que em breve irá crescer o número de empresas e marcas, trabalhando o conceito de muito mais do que quantidade, o que vale mais é a qualidade do que você consome.

Morato está desenvolvendo um produto de marketing, chamado “#apoieacervejalocal”, valorizando as marcas e os produtores locais, para obter apoio dos bares, pubs e mercados na região. “Quando tivermos muitas marcas no mercado, o regionalismo vai imperar e vamos precisar de que cada vez mais as regiões estejam fortalecidas e se valorizem se fortaleçam”, disse.

Fabricação e sucesso

Após o início das fabricações, Vinícius começou a participar de concursos de cervejarias caseiras. Uma amostra do produto produzido caseiramente foi enviada para um evento que estava sendo realizado em São Paulo, pela aceleradora de cervejas Beer Hub, em junho do ano passado. O sabor da vitória já estava por vir a ser degustado por Vinícius.

“Nossa cerveja foi contemplada como a melhor cerveja caseira de Minas Gerais e iniciamos a produção a nível industrial. Assim, começamos a comercializá-la em Divinópolis e no Brasil inteiro”, explica.

A partir daí, em outubro de 2017, surgiu a ideia de abrir uma cervejaria, produzindo os produtos de forma cigana, ou seja, em um processo de utilização de uma fábrica de terceiros. Houve um crescimento nas produções desde então.

“A receita da Strong Bitter foi lançada ano passado no Circuito Cervejeiro que ocorreu em Divinópolis, onde trouxemos para o evento em torno de 500 litros de cerveja, que foram comercializados. Hoje comercializamos além de garrafas, barris de chopp também”.

Próximos passos

Vinícius conta ao PORTAL que, após receber a medalha de prata no Festival Brasileiro de Cervejas, a Strong Bitter continuará a ser produzida não somente em seu tradicional sabor, mas também em outros estilos diferentes, que estão sendo testados, como a adição de frutas e Whisky.

Deixe seu comentário

Captcha *