Câmara de Itaúna acata denúncia que pede cassação do mandato de vereador

Denúncia foi protocolada pelo suplente de Lequinho com base na suposta compra de votos na eleição da Mesa Diretora

Por 12 votos a favor e um contrário, a Câmara de Itaúna aprovou a admissibilidade da denúncia que pede a cassação do mandato do vereador, Alex Arthur (PSDB). A votação ocorreu no dia 13 de maio e a Comissão de Ética terá até junho para apresentar o parecer. Até lá, o parlamentar continua no cargo.

Esta é a terceira denúncia recebida pelo Legislativo desde o vazamento de áudios de suposta compra de votos no processo da eleição da Mesa Diretora no ano passado. Os outros dois não foram aceitos. Já o terceiro, protocolado pelo suplente, Maurícia Aguiar (PSDB), foi colocado para apreciação do plenário.

O caso

Na denúncia, o suplente alega que Alex, também conhecido como Lequinho, teria oferecido ao vereador Iago Santiago (PP), conhecido como Pranchana Jack R$20 mil para ele não aparecer na votação que elegeria o novo presidente da Câmara. A ausência iria favorecer a chapa aliada de Lequinho. A eleição foi suspensa e realizada no dia 20 de dezembro.

O caso também é alvo de investigação do Ministério Público.

 

 

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.