Câmara de Divinópolis acaba com farra de homenagens

Em quatro anos, eram entregues mais de 1 mil comendas pelos vereadores

A farra de homenagens acabou na Câmara de Divinópolis. Os vereadores aprovaram o Projeto de Resolução 002/2019 reorganizando e diminuindo a quantidade de comendas entregues ao longo do mandado. A proposta foi votada nesta quinta (21).

O presidente, Rodrigo Kaboja (PSD) explicou que as homenagens existentes foram mantidas porém em quantidade reduzida. Ao invés se serem entregues anualmente, elas ocorrerão apenas uma vez no mandato,  com exceção do título Cidadão Honorário e da comenda Medalha Candidés.

O objetivo é gerar uma economia no Legislativo, além de uma maior valorização das agraciações.

Reorganização

Nos quatro anos de cada legislatura, as comendas ficarão distribuídas da seguinte forma.

Primeiro ano: Comenda Mérito Empresarial, Comenda Profissional da Segurança Pública, Título Estudante do Ano e Título Escola Destaque;

Segundo ano: Comenda Produtor Rural, Comenda Consciência Negra, Título Servidor Padrão e Título Educador do Ano;

Terceiro ano: Comenda Líder Comunitário do Ano, Comenda Chofer do Ano, Título Esportista Destaque, Título Destaque Cultural do Ano;

Quarto Ano: Comenda Profissional da Imprensa, Comenda Profissional da Saúde e Título Mulher Cidadã.

Atual

A atual legislatura, que irá até 2020, entregará, nestes dois anos restantes, com exceção do Cidadão Honorário e da Medalha Candidés (que ocorrerão anualmente), uma homenagem por título e comenda, ficando da seguinte maneira:

2019

Título Mulher Cidadã;
Comenda Profissional da Saúde;
Comenda Profissional da Segurança Pública;
Comenda Profissional da Imprensa;
Comenda Chofer do Ano;
Comenda Consciência Negra
Título Escola Destaque.

2020

Título Educador do Ano;
Título Servidor Padrão;
Título Esportista Destaque;
Título Estudante do Ano;
Título Destaque Cultural;
Comenda Produtor Rural;
Comenda Líder Comunitário;
Comenda Mérito Empresarial.

Ainda segundo o presidente da Câmara, a casa entrega, por ano, 255 comendas, além das moções congratulatórias (esta na última quinta-feira de cada mês).

Votação

A proposta, colocada em regime de urgência, foi aprovada por treze votos a um. O único voto contrário, foi de Edson Souza (MDB), que se disse favorável a proposta, mas quis propor que o projeto tivesse um sobrestamento, para adequações, o que não foi aceito por Kaboja. O emedebista, após o voto, disse que a Mesa Diretora conduziu a pauta de forma ditatorial.

Marcelo Lopes

Marcelo Lopes

É repórter do Portal Centro-Oeste. Graduado em jornalismo e apaixonado por esportes e histórias.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.