Bota-fora continua ocupando ruas em Divinópolis

By 12 de março de 2018 Cidades, Destaques com foto

Morador relata que espaço não é fiscalizado há aproximadamente dois meses; Prefeitura alega que aterro não é autorizado pelo Município;

 

Marcelo Lopes

 

Quase dois meses se passaram e a situação que o PORTAL mostrou sobre o Bota-fora que tomava as ruas que ligam os bairros São Lucas e São Geraldo permanece. Entulhos e lixo despejados no local ocupam boa parte do espaço, causando transtornos e incômodo aos moradores próximos.

Em novas imagens registradas pelo morador Amilton Augusto, as irregularidades continuam sendo nítidas. Um dia após a reportagem publicada em janeiro, ele conta que a Prefeitura encaminhou uma máquina ao local para a remoção dos entulhos, mas desde aquele dia, não voltaram à região para fiscalizar. O bota-fora no local é autorizado pela Secretaria de Meio Ambiente, segundo ele, e de demais setores responsáveis. Amilton também conta que em um trecho, na Rua Ipê Roxo, entre as esquinas das ruas Marechal Floriano e Marechal Deodoro, há um buraco, no qual a intenção é tapá-lo para dar continuidade ao trajeto, o que não acontece.

Entulho e lixo ocupam ruas em Divinópolis – Fotos: Amilton Augusto

 

“De um lado do aterro, a Prefeitura não fiscaliza, não manda a máquina e aqui tem restos de pneus, de animais mortos. Ontem encontrei cobra morta aqui próximo e a máquina não vem arrastar, porque o caminhão vem na rua, despeja e depois o papel desta máquina é arrastar o lixo para o buraco. A Prefeitura não manda essa máquina, não sei se a máquina é deles ou particular, não sei a situação. Mas mesmo assim, fiscalizar é o trabalho da Prefeitura”, diz Amilton.

Ainda segundo o morador, a quantidade de entulho aumentou devido a obra de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), feita pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). Augusto relata que outras pessoas aproveitam a situação do local e jogam lixo orgânico e industrial, o que não é a finalidade do bota-fora.

“Não estou dizendo que a Copasa está errada. O negócio é a fiscalização e manutenção devidas, pois o lixo já está ocupando metade da rua e está do lado das casas. Isso acumula Dengue, animais peçonhentos. Já convivemos há 60 dias com isso na porta de casa, e é mais de um quarteirão de lixo”, explica.

De acordo com Amilton, duas reclamações foram feitas à Prefeitura. Uma realizada há vinte dias e uma outra, protocolada nesta segunda-feira (12). O morador também enviou o caso ao Ministério Público (MPMG), mas ainda não recebeu uma resposta, por ser uma denuncia recente.

Sobre a Prefeitura, ele explica que nunca recebeu uma resposta, seja por telefonemas ou e-mails, mas, segundo o morador, a administração está ciente, devido às reclamações e as divulgações feitas pela imprensa na cidade.

O que diz a Prefeitura

Confira nota enviada pela Prefeitura, através da assessoria de comunicação

“A Secretaria Municipal de Meio Ambiente analisa todas as situações de bota-fora no município. Com relação ao bota-fora na rua Ipê Roxo no bairro São Lucas, é um bota-fora irregular, não autorizado pelo município de Divinópolis. O município estuda a melhor maneira de terminar com os descartes irregulares na região.”

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.