Assessor especial do Governo Zema detalha situação fiscal do Estado

Público presente em palestra pôde debater assuntos relacionados à situação financeira do Estado; Débitos, em 2018, tiveram a totalidade de R$ 24 bilhões

O assessor especial da Secretaria Estadual de Fazenda, Victor Cezarini, esteve em Divinópolis, durante a noite desta quarta-feira (13), para ministrar, em evento aberto ao público, uma palestra sobre a situação fiscal do Estado.

A iniciativa, realizada no auditório da CDL Divinópolis, foi promovida pelo grupo Desperta Já, com o objetivo de trazer o público para debater assuntos relevantes da sociedade, tratados por especialistas.

Ao PORTAL CENTRO-OESTE, Luíz Ângelo, diretor de relações institucionais da CDL Divinópolis, disse que a entidade possui muito interesse em apoiar todo tipo de iniciativa que traga o debate para a cidade.

“É um tema que já deixa todo empresário bastante apreensivo, principalmente nos últimos anos, que temos, o que não é mistério para ninguém, uma grande crise no Governo de Minas. Consequentemente, isso afeta os municípios, os servidores, as empresas prestadoras de serviço, na economia como um todo”, relatou.

Situação fiscal

Para o PORTAL, Victor Cezarini contou que, em 2018 a totalidade dos débitos em aberto do Estado foi de R$ 28 bilhões, sendo R$ 11 bilhões de déficit corrente e R$ 13 bilhões de restos a pagar de anos anteriores.

Além disso, durante o período de transição para o atual governo, a crescente despesa do Estado e o crescimento da receita abaixo do dispêndio foram os problemas identificados.

Segundo Victor, a normalização financeira do Governo de Minas dependerá da aprovação da reforma da previdência e a adesão ao plano de recuperação fiscal. Na palestra, ele também citou o programa de venda de ativos do governo (imóveis inutilizados) e a privatização das estatais como formas de obter valores para amenizar a situação, tendo esta última maneira sendo muito debatida entre os presentes. Confira a entrevista logo abaixo.

Efeitos

A palestra contou com uma grande participação e interesse dos expectadores. Luíz Ângelo vê isso como algo proveitoso, tornando disso um ambiente democrático.

“Temos poucos espaços democráticos de discussão e este é um ponto importante. Possuímos um maior relacionamento com o nosso município, então trazer também as figuras públicas para Divinópolis é importante, para que eles conheçam também as nossas ideias, população e isso tiramos de bastante proveito”, finalizou.

Assista a entrevista completa: 

 

Marcelo Lopes

Marcelo Lopes

É repórter do Portal Centro-Oeste. Graduado em jornalismo e apaixonado por esportes e histórias.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.