162 pacientes de Divinópolis ficarão ser receber medicamento para tratamento contra o câncer

Os remédios são utilizados no tratamento de leucemia; Estado afirmou que estoque está zerado

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou, nesta quarta-feira (10), ao Secretário Municipal de Saúde, Amarildo de Sousa, que o estoque de dois medicamentos para o tratamento de câncer e de leucemia está zerado. A partir de maio, 162 pacientes divinopolitanos ficaram sem a medicação.

Conforme o e-mail enviado pela Superintendência de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Estado de Saúde, não serão enviados em maio dois medicamentos para os pacientes de Divinópolis.

“Informamos que estamos autorizando os pedidos dos medicamentos oncológicos desse mês. Toda via, comunicamos que estamos com estoque zerado de Imatinibe 100 mg e, por esse motivo, medicamentos não serão enviados. Trastuzumabe 150 mg também se encontra com estoque reduzido na SES-MG e, dessa forma, não conseguiremos atender toda demanda dos hospitais”, afirmou a diretora de Medicamentos de Alto Custo, Alice Martino de Carvalho.

O Secretário de Saúde destacou que a situação é de extrema gravidade.

“São medicamentos especiais e os pacientes não podem comprar. O estado é quem fornece. Se o município tiver a intenção de comprar, precisa abrir um processo licitatório que é de no mínimo de seis meses. Os pacientes estão sem alternativa”, alertou o secretário.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL CENTRO-OESTE. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL CENTRO-OESTE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.