Última Hora

No results found.

Qual a importância da recuperação muscular?

Amanda Ribeiro

Revista Bem Feminina

Quem pratica qualquer tipo de atividade física deve estar sempre bem orientado para não perder tempo em treinos e ter consciência que para alcançar bons resultados entram uma série de fatores que complementam o seu treino.

Um dos importantes meios de alcançar o objetivo é fazer uma boa recuperação muscular para que haja o crescimento muscular determinado.

Para entender esse mecanismo que se trata do “famoso” aumento de massa muscular, precisamos saber o que o provoca e podem ser descritos em três fases:

1. Estimulação: O stress, causado durante o treinamento pelas sobrecargas metabólicas e tensionais, provocam micro lesões nos músculos envolvidos que caracterizam a estimulação.

2. Recuperação: envolve tanto a reparação dessas micro lesões como também o restabelecimento energético. Esta fase de recuperação é fundamental para o desenvolvimento muscular afim de se preparar para estímulos subsequentes mais intensos. Se o indivíduo não estiver completamente recuperado e houver fornecimento de nova sobrecarga, a musculatura responderá de maneira negativa desfavorecendo o desenvolvimento muscular. Em se tratando do treinamento de HIPERTROFIA MUSCULAR, acredita-se que a recuperação ocorra entre 48 e 72 horas, considerando uma alimentação adequada e outros fatores, tais como o descanso.

3. Crescimento: O processo de CRESCIMENTO MUSCULAR, portanto, ocorre em sua maior parte não durante o treinamento e sim no período de descanso. Imediatamente após o exercício, 1 a 2 horas após o treino, os músculos que estavam ativos se preparam para restabelecer a energia gasta e maximizar a entrada de nutrientes. Este é o estado em que o corpo se encontra mais receptivo à absorção e armazenamento de energia.

Geralmente o corpo experimenta uma diminuição natural de insulina circulante durante o exercício, esta situação é

É preciso acompanhamento para obter resultados positivos e saudáveis (Foto: Divulgação)

É preciso acompanhamento para obter resultados positivos e saudáveis (Foto: Divulgação)

superada por uma mudança nas células do músculo exercitado. Acredita-se que durante o exercício físico uma determinada proteína presente na membrana da célula é ativada por gatilhos de receptores de insulina, permitindo que a glicose entre na célula sem depender da insulina, este fenômeno é conhecido como fase insulino-independente. Esta fase ocorre até duas horas após a atividade física.

Quando consumimos um alimento, a insulina é lançada no organismo, mas quando é lançada na fase insulino-independente teremos dois mecanismo que agem para levar nutrientes para as células do músculo trabalhado. Ambos os processos fazem com que os nutrientes entrem nas células mais rapidamente, neste período importante para a recuperação.

Estudos demonstram que uma dieta adequada em carboidratos e proteínas cria uma resposta insulínica mais eficiente na recuperação do glicogênio muscular e para o anabolismo.

Determinado fator é importante para melhorar seu desempenho, então bons treinos e bom descanso.

Procure um profissional bem capacitado para poder te orientar.

Sobre o Colunista

Revista Bem Feminina

Moda, beleza, saúde e todos os assuntos relacionados à mulher em Divinópolis e Região Centro Oeste.

Deixe seu comentário

Captcha *