Última Hora

No results found.

Vereador acusado de pedofilia tem mandato cassado

Amanda Quintiliano

O vereador de Carmo do Cajuru preso por pedofilia, Carlos Anderson da Silva (PDT) teve o mandato cassado na noite desta quarta-feira (14). O Projeto de Resolução 003/2017 por quebra de ética e decoro parlamentar foi aprovado por unanimidade. Dos 11 parlamentares, nove votaram. Apenas o presidente, Adriano Nogueira (PSB) e o suplente, Sebastião Faria Gomes (PDT) não participaram da votação.

De acordo com o Regimento Interno, eram necessários seis votos para que o edil perdesse o mandato.

“No primeiro dia útil vamos conversar com o jurídico da câmara e acompanhar o Regimento Interno e Lei Orgânica para ver o dia que faremos posse definitiva”, explica o presidente do Legislativo.

O caso

A Polícia Civil prendeu o vereador no dia 08 de março deste ano. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável. Pelo menos 15 crianças com idades ente 07 e 11 anos foram vítimas. Ele ainda é investigado por outros seis crimes envolvendo satisfação de lascívia mediante a presença de adolescentes e crianças, em outras palavras, ele se masturbava na frente das vítimas.

Desde a prisão ele está no presídio de Pará de Minas.

Além de ser o vereador mais votado na última eleição pelo PDT, Carlos Anderson é também dono da Rádio Liberdade da cidade. O parlamentar já era investigado há cerca de 40 dias.

Segundo o Delegado Dr. Weslley Amaral de Castro os fatos ocorrem há pelo menos dois anos e todas as crianças foram categóricas em relatar com riqueza de detalhes os abusos, de maneira coerente e uníssona.

Sobre o Colunista

Amanda

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Pós-graduada em Marketing e Comunicação Integrada.

Deixe seu comentário

Captcha *