Última Hora

No results found.

Padre Bento é suspeito de cometer irregularidades

Portal Centro-Oeste

Em uma nota vaga e sem detalhes, a Diocese de Divinópolis comunicou, nesta sexta-feira (11), a interdição do Padre Bento Mateus Borges. A decisão foi tomada após ouvir o Conselho Presbiteral Diocesano e com base em irregularidades cometidas pelo sacerdote.

Detalhes são foram divulgados sobre o que seriam as “irregularidades”. De acordo com informações apuradas pelo PORTAL, ele estaria enrolado em problemas financeiros e usando o nome da igreja para tirar proveito.

 

“O comportamento do referido sacerdote, que age e fala em nome e em benefício próprios, não tem nenhuma aprovação de nossa parte”, consta na nota.

De acordo com a Diocese,  “a necessidade de estabelecer penalidades medicinais para estes comportamentos” levou a retirar dele o “uso de ordens” por tempo indeterminado e a determinar a interdição.

Ele continua recebendo as côngruas (remuneração) que todo clérigo tem direito a receber. Além disso, ele tem lugar de estadia, alimentação e cuidados, oferecidos pela Diocese.

“Não há nenhuma postura exagerada ou estranha da parte da Diocese nas medidas tomadas, pois o padre foi advertido inúmeras vezes sobre seu modo de agir”.

Os limites impostos a Pe. Bento Mateus Borges são os seguintes: celebrar a Eucaristia só privadamente; suspensão para o exercício de quaisquer outros atos ministeriais (Batismo, Confissão, Unção dos Enfermos, Matrimônio e outros); obrigação de residir no apartamento da Mitra Diocesana, no Centro Diocesano de Pastoral, onde terá a assistência devida.

A Diocese se recusou a dar mais detalhes e disse que caberá apenas ao padre repassar mais informações pois “ele sabe o histórico, os motivos e as consequências destas medidas”.

“A todos pedimos que a comunhão orante entre nós nos ajude nos muitos enfrentamentos e desafios da missão de cada um de nós”, conclui a nota assinada pelo bispo Dom José Carlos. 

Padre Bento estava, por último, em I

Deixe seu comentário

Captcha *