Última Hora

No results found.

Alunos desfilam peças confeccionadas com jornais

Do lixo ao luxo. Embasados neste tema, os alunos do primeiro período de Moda da Faculdade de Artes e Design (Faced) desenvolveram na última semana, peças criadas a partir de jornais. A proposta faz parte do trote solidário do curso e também de um projeto de criação voltado para questões ambientais culturais e sociais, elaborado pelos alunos do 3º período na disciplina Laboratório de criação 2, sob orientação a professora Liliane Monteiro Teixeira e em interdisciplinaridade com os calouros que realizam o desfile com roupas de jornal.

Foto: Juan Andrade

Foto: Juan Andrade

De acordo com a professora Liliane Monteiro, o projeto visa melhorar as relações interpessoais, trabalhar a coletividade estimulando a colaboração e prática da autonomia, a responsabilidade intelectual, e socioambiental, o pensamento crítico-analítico e o ser criativo frente a solução de problema na elaboração dos trabalhos acadêmicos.

“Inseridos nesse contexto o design de moda se vê responsável e busca desenvolver conhecimentos para melhorar o aproveitamento dos recursos inerentes na produção industrial na área do vestuário e áreas afins”, explica.

Neste ano, o tema desenvolvido e trabalhado pelos estudantes foi “O Rio Doce e a tragédia ‘anunciada’ pela empresa Samarco”, desastre ambiental que ocorreu em novembro em 2015, no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG). Também foram utilizados como suporte os filmes “A Era da Estupidez”, “O Lixo Extraordinário” e o livro “Eco Chic: o Guia de Moda Ética”.

Com as peças prontas, os próprios calouros desfilaram as peças e apresentaram looks criativos e sustentáveis. Para os alunos, uma oportunidade de criar e colaborar com o meio ambiente. Segundo a estudante do primeiro período do curso de Moda, Maria Augusta Gomes dos Santos, este foi seu primeiro contato com criação. No trabalho, ela desenvolveu uma saia com flores de jornal e intitulou a peça como “esperança”.

“Esta foi minha primeira experiência, uma forma nova de aprender e que me conecta com as questões ambientais”, disse. 

Temas transversais

Foto: Juan Andrade

Foto: Juan Andrade

Nos últimos anos, percebeu-se uma preocupação dos órgãos públicos e da sociedade civil em temas que versem sobre a dignidade humana, igualdade, diversidade e sustentabilidade socioambiental. Entende-se que a importância de tais temáticas se encontra principalmente no atendimento da missão da FACED, que se preocupa não apenas com a formação do profissional dentro da ciência proposta, mas também na criação de uma consciência ética e igualitária de seus discentes, fazendo-os partícipes das mudanças necessárias no mundo contemporâneo. Assim, foram adotados os temas transversais, divididos em três temáticas: Educação Ambiental, Educação das Relações Étnico-raciais e Educação para Direitos Humanos.

Deixe seu comentário

Captcha *